Cannes

Jean Luc-Godard em Cannes

Jean-Luc Godard, um dos nomes mais importantes do cinema francês, é um dos cineastas que concorrem na premiação principal de Cannes em 2018. Ele leva ao festival o longa-metragem "Le Livre d'Image"
00:00 · 13.04.2018

O cineasta francês Jean-Luc Godard será presença marcante na 71ª Festival de Cannes. Depois de ver uma cena com Jean-Paul Belmondo e Anna Karina, de seu "O Demônio das Onze Horas" (1965), eternizada no pôster oficial deste ano, o cultuado diretor foi selecionado para concorrer à Palma de Ouro com seu novo longa, "Le Livre d'Image".

Dividido em cinco capítulos, o longa-metragem apresenta uma reflexão sobre o mundo árabe contemporâneo, a partir de imagens de documentários e de filmes de ficção.

Divulgada na manhã desta quinta-feira (12), a seleção que divulga o prêmio máximo do festival francês tem outros nomes de peso: o americano Spike Lee, com "BlacKKKlansman" (sobre um policial afro-americano que se infiltra na organização racista Ku Klux Klan); o iraniano Asghar Farhadi, com o longa rodado em espanhol "Todos los Saben", protagonizado por Javier Bardem e Penélope Cruz (filme de abertura); e o também iraniano Jafar Panahi, com "Three Faces".

Mulheres

Três diretoras concorrem ao prêmio principal: a francesa Eva Husson com "Girls of the Sun", a libanesa Nadine Labaki com "Capharnaüm" e a italiana Alice Rohrwacher con "Lazzaro Felice".

Vale lembrar que o Oscar deste ano foi criticado pela falta de representantes femininas na disputa das categorias principais. Ainda assim, o diretor de Cannes, Thierry Frémaux, fez pouco caso da situação. "Em Cannes, nunca teremos uma seleção baseada em uma discriminação positiva em relação às mulheres", afirmou. "Há uma diferença entre as mulheres cineastas e o movimento MeToo", completou. O festival deste ano é presidido pela atriz Cate Blanchett.

Frémaux também comentou sobre a participação de Panahi no evento já que o diretor é proibido de deixar o país. De acordo com ele, as autoridades iranianas vão receber uma carta do evento "para que autorizem Panahi a sair do território, apresentar seu trabalho e retornar a seu país".

Cacá Diegues

O brasileiro Cacá Diegues ganhou uma homenagem do festival com a apresentação de "O Grande Circo Místico" (2016), em sessão especial. Diegues já concorreu a Palma de Ouro três vezes, com "Bye Bye, Brasil" (1980), "Quilombo" (1984) e "Um Trem para as Estrelas" (1987).

O Festival de Cannes acontece entre os dias 8 e 19 de maio.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.