Fomento

Incentivo a projetos

A Companhia de Gás do Ceará cria programa de apoio a projetos de diversas áreas, incluindo a cultura

No alto, croqui da nova sede da Cegás, onde funcionará o centro cultural; abaixo, presidente da empresa, Hugo Figueiredo
00:00 · 14.09.2017

As áreas de cultura, educação, esportes, meio ambiente e saúde foram contempladas com mais um projeto de incentivo no Ceará. A Companhia de Gás do Ceará (Cegás) lança nesta sexta-feira (15) a primeira edição do edital Programa Cegás de Responsabilidade Social, com inscrições abertas até o dia 30 de setembro. A participação do edital é gratuita e pode ser realizada no site da empresa www.Cegas.Com.Br.

Com o objetivo de democratizar e organizar o acesso aos recursos disponíveis, tanto patrocinando com recursos próprios e, preferencialmente, por meio de leis de incentivos, o Programa Cegás de Responsabilidade Social busca projetos que possam atender o maior número possível de comunidades e escolas públicas nos municípios do Ceará.

Iniciativas

O programa de responsabilidade social é uma forma da empresa transferir parte do valor pago em impostos para projetos específicos, por meio de leis de incentivo que preveem a renúncia fiscal parcial. "Aproveitamos todas as leis de incentivo existentes, nestas áreas, e estamos chamando a comunidade para concorrer com projetos. Agora, o dinheiro do imposto vai para projetos daqui do Estado, priorizando onde a Cegás estiver com sua rede de distribuição", explica Hugo Figueiredo, presidente da companhia.

O Programa Cegás de Responsabilidade Social vai contemplar iniciativas com projetos já aprovados no Programa Nacional de Apoio à Atenção Oncológica (Pronon), Programa Nacional de Apoio à Atenção da Saúde da Pessoa com Deficiência (Pronas/PCD); Incentivo a Projetos Esportivos; Incentivo a Projetos Culturais ("Lei Rouanet"); Atividades Audiovisuais; Fundos dos Direitos da Criança e do Adolescente e fundos nacional, estadual ou municipais do idoso.

Inclusão

Os projetos participantes devem fomentar a inclusão social, promover o desenvolvimento humano, a preservação do meio ambiente, a prevenção e combate ao câncer, o estímulo e o desenvolvimento da prevenção, e a reabilitação da pessoa com deficiência no Estado do Ceará. Não há limite máximo de projetos a serem inscritos por cada um dos proponentes.

Os projetos passarão pela análise de uma comissão constituída pela empresa. A seleção final será baseada na qualidade técnica dos projetos. Atendimento aos interesses da comunidade, viabilidade financeira e condições de sustentabilidade do projeto, serão alguns dos quesitos avaliados.

Espaço cultural

Um das propostas do edital da empresa é contemplar projetos que possam ser apresentados nos lugares onde a companhia de gás tenha sua rede de distribuição. Deve receber atenção especial o Espaço Cegás de Cultura, equipamento cultural que a empresa promete abrir na capital cearense ainda este semestre.

"Nós estamos em um momento novo, com uma nova gestão, em processo de mudança para a nova sede para daqui a dois meses. Lá, teremos mais espaço e assim, decidimos implantar o Espaço Cultural da Cegás", celebra o presidente da companhia.

O Espaço Cegás de Cultura terá um auditório de 150 lugares, sala de treinamento e área para exposição, para mostras de artes visuais e fotografia.

A previsão é de que este espaço para ser inaugurado até o fim deste ano e passe a funcionar regularmente na nova sede da Cegás, localizada na Avenida Washington Soares. "Vamos aproveitar esse espaço, que tem auditório, um espaço amplo para abrigar vários tipos de arte. Vamos abrir para a comunidade cultural de Fortaleza, oferecer mais um espaço de cultura naquela área, ali na Washington Soares", explica Figueiredo.

"Nós queremos interagir com a comunidade divulgar obras de artes, exposições e algumas ações que serão oferecidas pela Segás, como eventos de gastronomia", finaliza Hugo Figueiredo.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.