Circo

Festival internacional acontece em novembro

00:00 · 07.09.2018

Desde sua primeira edição, realizada em 2014, o Festival Internacional de Circo do Ceará vem reforçando seu objetivo de difundir, capacitar e integrar as diversas possibilidades do universo circense no Estado. Este ano, o evento acontece ao longo do mês de novembro e tem uma intensa programação espetáculos, oficinas e encontros em Fortaleza (de 7 a 14), Sobral (15 e 16), São Gonçalo do Amarante (17 e 18), Paracuru (19 a 21) e na praia de Canoa Quebrada, em Aracati (23). Toda as atividades são gratuitas.

Serão cerca de 80 apresentações de espetáculos destinados a públicos de todas as idades. Na programação formativa do Festival, estão inclusos um encontro e 10 oficinas distribuídas pelas cinco cidades sede do evento. Também acontece um seminário específico no trato da pedagogia circense e na discussão de experiência com circos-escolas em diversos países do mundo.

Segundo Ângelo Márcio, artista e organizador do evento desde a sua criação, o Festival surgiu da importância de um evento específico para a arte circense. "Ele já nasceu grande. Era necessário fundir a diversidade da linguagem artística do circo, compartilhando as referências do Ceará e do Mundo. O público latino-americano, especialmente na Argentina, tem uma tradição estética bastante bem acabada, e se fez presente desde a primeira edição do Festival ", explica.

Para a edição de 2018, foram recebidas mais de 350 inscrições vindas de todos os continentes, dos quais 35 companhias ou artistas foram selecionados. Márcio afirma que curadoria do evento foi bastante cuidadosa, uma vez que apenas 10% das performances inscritas puderam ser convocados. O artista destaca que a diversidade foi o principal critério de seleção, além da real possibilidade de viabilização dos espetáculos.

Além do próprio evento, destacam-se o Festival Popular de Teatro de Fortaleza, a Mostra Dragão do Mar em Canoa Quebrada e o Festival dos Inhamuns, que acontecem simultaneamente e reforçam à cena circense no Ceará e em todo o Brasil. "É muito gratificante conseguir articular toda uma rede de artes cênicas para que a gente possa se unir pela resistência da cultura, que está com os recursos cada vez mais escassos", diz Márcio.

Apresentado pelo Ministério da Cultura e Atacadão, o 5º Festival Internacional de Circo do Ceará é uma realização da Iluminura Produtora Cultural, que divide a produção com a Indústria da Arte. Tem o apoio da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará, através da Lei Nº 13.811, de 16 de agosto de 2006, e da Enel.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.