Diálogos com as imagens - Caderno 3 - Diário do Nordeste

FOTOGRAFIA

Diálogos com as imagens

16.08.2011

O premiado fotógrafo cearense Tiago Santana também participa da exposição de diálogos visuais. Esta é uma das imagens trocadas por ele com os outros fotógrafos
O premiado fotógrafo cearense Tiago Santana também participa da exposição de diálogos visuais. Esta é uma das imagens trocadas por ele com os outros fotógrafos
Marcelo Brodsky realiza o projeto "Correspondências Visuais" há quatro anos. A imagem acima foi uma das que o artista visual argentino trocou com outros realizadores mundo afora
Marcelo Brodsky realiza o projeto "Correspondências Visuais" há quatro anos. A imagem acima foi uma das que o artista visual argentino trocou com outros realizadores mundo afora
O registro das escadas espirais, de autoria do fotógrafo paulista Cássio Vasconcellos, é uma das imagens que integra a exposição "Correspondências Visuais", em cartaz a partir de amanhã, no CCBNB
O registro das escadas espirais, de autoria do fotógrafo paulista Cássio Vasconcellos, é uma das imagens que integra a exposição "Correspondências Visuais", em cartaz a partir de amanhã, no CCBNB
A exposição "Correspondências visuais", com trabalhos dos fotógrafos Marcelo Brodsky, Tiago Santana e Cássio Vasconcellos será inaugurada hoje no CCBNB Fortaleza

A partir da ideia de que o fotógrafo é um ser solitário, cujo exercício de captação da imagem se faz através de um processo pessoal, no qual intervêm anos de vivência, sensibilidade, intuição e olhares percorridos; o fotógrafo argentino Marcelo Brodsky pensou na possibilidade de reiterar essa solidão com base na partilha de experiências com amigos fotógrafos de diversas partes do mundo, por meio de trocas de imagens produzidas por cada um deles. Brodsky acredita que o diálogo visual entre dois ou mais criadores rompe o centro que está no "Eu" do autor e suscita algo diferente.

"O que determina cada decisão não são apenas os ensaios, os projetos pessoais, a elaboração de um discurso coerente com as obras anteriores e as próximas na construção de uma identidade visual própria. A correspondência não é um solilóquio, e sim se sustenta com um interlocutor, um outro que também olha, que também escolhe, que também fotografa, desenha, pensa", explica.

Projeto

Assim, nasceu o projeto "Correspondências Visuais", onde ele passou a se comunicar visualmente com outros fotógrafos. Ao enviar uma foto para um amigo, Marcelo recebia outra imagem de volta. E, a troca ia continuando.

O resultado desses diálogos pode ser conferido na exposição homônima ao projeto "Correspondências Visuais", que será inaugurada hoje, às 18 horas, no Centro Cultural Banco do Nordeste (CCBNB)- Fortaleza. A coletiva é constituída pelas trocas de Marcelo Brodsky com Tiago Santana (CE) e Cássio Vasconcellos (SP). Serão apresentadas ao público, um total de 108 fotos, sendo 36 de cada diálogo.

"O Marcelo tem realizado esse projeto com fotógrafos do mundo inteiro. É um trabalho muito interessante que nos deixa bem livre para atuar. Eu não preciso responder a um amigo com uma imagem de mesma temática, cor ou textura. Por exemplo, o Cássio Vasconcellos me enviava fotos urbanas, enquanto lhe respondia com imagens do sertão. Os trabalhos se misturam e nos tornamos um só", ressalta Tiago Santana.

A exposição "Correspondências Visuais" concede à fotografia um novo espaço para a reflexão artística. Ela não apenas permite um diálogo entre artistas, mas introduz uma nova dimensão da fotografia como linguagem, criando um conjunto autônomo de sentido. Um sentido resultante da provocação visual de dois ou mais pontos de vista que, em sua união, formam uma nova obra.

Imagem e comunicação

"Não a palavra, mas as imagens como forma de comunicação. Sua polissemia admite distintos cursos de ação possíveis diante de cada encruzilhada. O diálogo visual não tem dicionário. Não remete a um diálogo anterior, nem se baseia em uma tradição sólida e estruturada, literária. O diálogo visual muda, sacode-se com rapidez, tem um tempo próprio, e raízes na cultura visual daquele que o protagoniza".

O fotógrafo argentino também acrescenta: "Se o autor se libera de seu ´Eu´ criativo como principal referência e ensaia uma construção visual a duas mãos, um modo de ver compartilhado, a fotografia e a criação de imagens se aproximam da interpretação musical. O resultado é um dueto de imagens sem partitura, improvisado. Uma composição visual que convida a uma interpretação aberta. Uma poética que sugere imagens a um terceiro, àquele que vê, para que se relacione com elas através do seu próprio olhar".


MAIS INFORMAÇÕES

Abertura da exposição "Correspondências Visuais", com os fotógrafos Marcelo Brodsky, Tiago Santana e Cássio Vasconcellos. Hoje, às 18 horas, no Centro Cultural Banco do Nordeste. Gratuita. Visitas de terça-feira a sábado, de 10 horas às 20 horas. Domingo, das 12 horas às 18 horas. Rua Floriano Peixoto, 941, Centro. Contatos: (85) 3464.3108.

Comente essa matéria


Editora Verdes Mares Ltda.

Praça da Imprensa, S/N. Bairro: Dionísio Torres

Fone: (85) 3266.9999