Coluna

Sopa de Letras: "Anhangaçu: Nada Será Como Antes"

00:00 · 20.12.2016

Leandro carlos esteves

Autor do renomado "Cidade de Deus", o jornalista e escritor Leandro Carlos Esteves reúne, nesta obra, seis histórias sobre os povos que habitam São Paulo, o Brasil e uma parte relevante da América do Sul com vistas a contemplar o teor humano que integra essas regiões. O livro - ilustrado pelo artista visual Caco Bressane - tem prefácio assinado pela autora de novelas Duca Rachid e conta com narrativas que primam pelo aprofundamento de figuras consideradas menores pela sociedade, como o índio Anhangaçu, que, estupefato, assiste a transformação da capital paulista em metrópole industrial.

Dobradura editorial

2016, 120 páginas

R$45

Image-4-Artigo-2176708-1

 

Telegramas

Lucão

Segundo livro do escritor e publicitário goiano Lucão - conhecido nas redes sociais pelos seus textos de grande envergadura sentimental - "Telegramas" enfoca sobretudo no amor para compôr seu repertório poético. O título do livro, por sinal, evoca exatamente a verve itinerante do objeto referenciado, que sempre carrega uma notícia, quer alegre ou triste, capaz de tocar as pessoas. O objetivo, então, é resgatar a beleza das mensagens curtas e urgentes através de versos simples, mas não menos profundos e inspiradores. A obra chega ao mercado pelo selo Benvirá, do grupo editorial Somos Ficção e é o sucessor do bem-sucedido "É cada coisa que escrevo só pra dizer que te amo".

Benvirá

2016, 176 páginas

R$23,90

Image-3-Artigo-2176708-1

 

Beethoven - através de um prisma e outros ensaios

Carlos Siffert

Contemplando a última fase de um dos maiores compositores clássicos do mundo - que compreende os anos de 1815 a 1826 -, o livro é narrado na forma de ensaios individuais e resgata peças complexas e com expressiva motivação pessoal de Beethoven, como as Variações Diabelli, a Nona Sinfonia e a Missa Solene, dentre outras. A obra evoca também mitos bíblicos para falar do processo de composição do músico, caso da luta de Jacó com um anjo, e traz análises de respeitados teóricos sobre a música produzida por ele, como Theodor Adorno, E. T. Hoffman e Adolf Bernhard Marx.

Dash editora

2016, 164 páginas

R$39

Image-2-Artigo-2176708-1

 

Mares interiores

Cleber araújo cabral

Mais de quarenta anos de correspondências trocadas entre os escritores e jornalistas Murilo Rubião e Otto Lara Resende são os ingredientes desta obra, que reúne cerca de 95 cartas sobre desejos, angústias e confidências compartilhadas pelos dois. Os documentos, além de refletir os relatos e paixões interiores de ambos, também servem como o retrato de uma época, algo que consolida o livro como um reduto de informações acerca da cultura e literatura brasileiras, por exemplo. O exemplar é resultado da colaboração da Editora Autêntica e da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

Autêntica

2016, 224 páginas

R$49,80

Ouça a canção do vento/ Pinball, 1973

Image-1-Artigo-2176708-1

 

Haruki Murakami

Em 1978, um jovem Haruki Murakami se instala na mesa da cozinha para começar a escrever. Como resultado, temos duas novelas que marcam o início da carreira de um dos mais cultuados autores contemporâneos.

As narrativas tratam de amadurecimento, solidão e erotismo, no melhor estilo Murakami. Alguns dos personagens que conhecemos nessa obra vão reaparecer em "Caçando carneiros" e "Dance, dance, dance", formando uma espécie de trilogia inicial do autor - e esse conjunto, em vez de mostrar um escritor procurando sua voz. Tradução: Rita Kohl.

Alfaguara

2016, 272 páginas

R$ 54,90

Image-0-Artigo-2176708-1

Últimos Artigos

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.