coluna

Mingau Pop: Velvet nos cinemas

00:00 · 09.08.2017

Considerada uma das bandas de rock mais seminais dos anos 1970, o The Velvet Underground vai ganhar um documentário oficial. Quem encabeça o projeto é o diretor Todd Haynes, responsável por, entre outras obras, "Carol" (2015), "Não Estou Lá" (2007) e Velvet Goldmine (1998). A produção contará com novas entrevistas com os integrantes vivos da banda, assim como os contemporâneos dos anos 1960. Em entrevista à revista Variety, Haynes explicou que o projeto ainda sem nome definido será "uma intensa experiência visual". A expectativa é que o filme recrie aspectos estéticos do cinema experimental produzido por Andy Warhol (1928-1987). O The Velvet Underground foi criado em 1964 por Lou Reed (voz e guitarra), Sterling Morrison (guitarra) , John Cale (baixo) , Doug Yule, Nico (voz), Angus MacAlise (bateria) e Maureen Tucker (que substituiu Angus MacAlise).

Cantar o Nordeste

Homenagear a nação nordestina, a partir da música e poesia de um dos maiores artistas brasileiros, o mestre Dominguinhos (1941-2013). Esse é o propósito do projeto Agreste, show que fica em cartaz na Caixa Cultural Fortaleza (Av. Pessoa Anta, 287, Praia de Iracema) entre os dias 11 e 13 de agosto. O projeto é formado por Gennaro, ex-integrante do Trio Nordestino, João Netto, que compunha a banda do homenageado, Marcelo Melo, fundador do Quinteto Violado, e Sérgio Andrade, criador da Banda de Pau e Corda. Os músicos trazem consigo influências muito afinadas com a tradição da canção popular brasileira, que foi desenvolvida no nordeste dos anos 1970 e 1980.

Ataque no TJA

Na próxima sexta-feira (11), às 17h, o projeto "Ataque Alternativo" invade as dependências do Theatro José de Alencar. Para esta edição de retorno do evento, os organizadores reuniram quatro bandas que vêm se destacando e ganhando espaço na cena rock de Fortaleza, são elas: Terceiro Olho de Marte, Indigo Mood, DistintoS, Os Senhores da Casa Azul. A entrada custa R$10 e se o visitante estiver acompanhado o valor é R$ 5.

Polifonias

A Temporada de Arte Cearense do Dragão do Mar recebe no Programa Polifonias, neste sábado (12), shows de Caio Castelo e Pedro Frota, a partir das 20h, no Anfiteatro do Dragão do Mar. O acesso é gratuito. Caio Castelo apresenta o show de seu segundo trabalho, "Dois Olhos". Já o compositor, cantor e violonista Pedro Frota apresenta composições próprias junto a um trio de piano, baixo e bateria.

Ruído máximo na garagem

Com o objetivo de atuar como espaço para bandas e artistas locais divulgarem seu trabalho autoral, o projeto "Garagem HeyJoe" (Rua Norvinda Pires, 32, Aldeota) reúne, em todas as terças de agosto, às 18h, nomes de destaque da cena cearense. Além do grupo Sis Jones (que já tocou no dia 1), o evento recebe os grupos Swan Vestas (hoje), Capitão Eu e os Piratas Vingativos (dia 15), rafael Balboa (22) e The Blueberries (29). Para ter acesso aos shows não é cobrado ingresso nem couvert artístico definido. O público é quem define "quanto vale o show". A Swan Vestas surgiu a partir de uma ideia simples: fazer um rock'n'roll direto e sem rodeios. Formado por Danny Husk (voz), Bruno Pereira (guitarra), Tiago Oliveira (baixo) e Massilon Vasconcelos (bateria), o grupo guarda influências de Rolling Stones, AC/DC e uma dose generosa dos sons dos anos 1970, 1990 e do stoner rock americano. A Swan Vestas lançou seu primeiro EP homônimo em 2016 e no segundo semestre lança seu mais novo trabalho autoral.

Últimos Artigos

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.