Coluna

Mingau Pop: BRock e democracia

00:00 · 29.06.2016

Um novo livro faz uma costura entre o processo de redemocratização do Brasil, em meados dos anos 1980, e a produção musical voltada para o público jovem. "Brasil: Cazuza, Renato Russo e a transição democrática", do jornalista Mario Luis Grangeia, coloca o foco na criação das obras desde 1978, época do início do Aborto Elétrico (primeira banda de Russo) e fim do governo do general Ernesto Geisel, até 1996, ano de morte do líder da Legião Urbana e da gravação dos dois últimos álbuns de sua banda, "A tempestade" e "Uma outra estação". Especialista em Sociologia, Política e Cultura pela PUC-Rio e mestre e doutorando em Sociologia pela UFRJ, Grangeia defende a tese de que há uma subvalorização da leitura política das letras de Renato e Cazuza. Segundo ele, pelo fato de os repertórios enfocarem questões íntimas, como amor e identidade própria, a abordagem deles à esfera pública foi menos analisada.

Adele

A inglesa Adele continua surfando no sucesso. Seu terceiro álbum de estúdio, "25", enfim foi liberado para audição em serviços de streaming, como o Spotify (à época do lançamento, ela o deixou exclusivo nos formatos digital e físico, ambos pagos). Ainda assim, houve gente suficiente para comprar o disco e devolvê-lo ao primeiro lugar nas paradas britânicas. Além dos hits que se acumulam nas rádios, ajudou bastante o hype em torno da performance da artista no conceituado Glastonbury (principal festival britânico, que normalmente tem uma pegada mais roqueira). Na apresentação pelos lados de lá, ela chamou uma fã brasileira para subir ao palco com ela.

Stones

Os quarteto veterano Rolling Stones não parece nem um pouco interessado em aposentadoria. O grupo terminou de um turnê (que passou pelo Brasil, nesse primeiro semestre), gravou um disco com pegada blueseira (que deve sair até o fim do ano) e já anunciou sua volta aos palcos, em outubro, em Las Vegas. Não bastasse isso, está com um box set novo na praça: Uma versão estendida de seu projeto acústico "Stripped", de 1995.

McCartney

Outro veterano workaholic, Sir paul McCartney soltou uma nova coletânea no mercado. "Pure McCartney" está disponível em dois formatos - um duplo e o outro, quádruplo. Não há novidades no material - a não ser o belo projeto gráfico. O essencial, porém, está lá: um cancioneiro poderoso e diverso, com baladas e rocks, que registram a maneira como o ex-beatle encarou, processou e reinventou as modas do momento.

Inscrições prorrogadas

Produtores artísticos e culturais, músicos, grupos, companhias e outras instituições que desenvolvam atividades artísticas e culturais de todo o Brasil terão até 8 de julho (sexta-feira) para se inscrever no edital nacional e nos editais regionais Natura Musical. O regulamento e todas as informações para inscrição estão disponíveis no portal www.Naturamusical.Com.Br. Não é necessária aprovação prévia nas leis de incentivo para o envio de projetos. A iniciativa já patrocinou mais de 300 projetos e 1.250 produtos culturais em dez anos de atuação, vai selecionar novos trabalhos (CDs, DVDs e outros) e projetos de registro e difusão (filmes, livros, pesquisas, digitalização de acervos). Serão oferecidos R$ 4,6 milhões para os editais nacional (R$ 1,8 milhão) e regionais: Bahia e Pará (R$ 1 mi por Estado) e Rio Grande do Sul (R$ 800 mil), com apoio da Leis Rouanet e do Audiovisual, em nível nacional, e do ICMS nos Estados. Inscrições na página natura.Sponsor.Com.

Últimos Artigos

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.