coluna

O sentido das palavras

frei-herminio

Frei Hermínio Bezerra

caderno3@diariodonordeste.com.br

00:00 · 18.06.2018

Na coluna de hoje destaco as palavras: maria-vitória; marimba; maribondo; mariola; mariscado; marmanjo; marmelada, com seus dois sentidos; marmeleiro; marmota; maromba; marrã e marreteiro.

Maria-Vitória - s. F. Expressão popular com a qual se designava a palmatória, instrumento auxiliar de relativa importância na educação daquela época. Casual ou propositadamente, de 1914 a 1919, pelo menos, circularam no Brasil umas cédulas de 5 Mil-Réis, 10 Mil-Réis, 50 Mil-Réis e 100 Mil-Réis, que traziam a palmatória bem no centro da cédula. O chicote era chamado "Chico das Dores". O nosso Leonardo Mota registra essas duas expressões no seu livro "Cantadores" (1921).

Marimba - s. M. Nome impropriamente aplicado urucungo = arco musical, no kikongo. Instrumento musical, raro no Ceará e popular na Bahia, com o nome de berimbau. Consta de arco de madeira que tem entre suas extremidades arame retesado, trazendo uma cabaça presa no centro do arame. Executá-lo não é tão fácil quanto pode parecer. Percussionistas baianos tiram sons inusitados desse tão simples instrumento.

Maribondo - s. M. Palavra de origem africana, com a variação marimbondo, no banto e no kimbundo. É uma espécie de vespa, em geral, muito valente e atrevida. Sua ferroada é dolorosa. Daí a expressão popular: bulir ou mexer em casa de marimbondo = tratar com pessoa muito zangada, ou assunto muito delicado. Existem várias espécies de maribondo/marimbondo: marimbondo-caboclo; marimbondo-caçador; marimbondo-cavalo; marimbondo-chapéu; marimbondo-mangangá; marimbondo-tatu...

Mariola - s. F. Designa um popular doce de banana em forma de tablete, muito comum nas vilas, povoados e pequenas cidades do interior do Nordeste. A mariola também pode ser de outra fruta, como por exemplo, a goiaba. O pesquisador Florival Serraine traz um ditado: "O cão comendo mariola" = atitude ou situação ameaçadora, de causar espanto, de impressionar (Cf. "Dicionário de termos populares registrados no Ceará", 1991). Eu nunca ouvi esse ditado.

Mariscado - adj. Apesar da semelhança, esse termo nada tem a ver com mariscar, nem com marisco. No sertão diz-se mariscado em referência à cor do pelo do gato selvagem, que é cinzento, mas parece que foi levemente salpicado de branco e preto.

Mariscar - vb. Palavra típica da região praieira para dizer pescar pequenos peixes e mais especificamente pescar, ou melhor, catar marisco, ostras e similares.. Cognato: mariscador = catador, procurador de marisco.

Marmanjo - s. M. Essa palavra tem dois sentidos correlatos: a) homem adulto e/ou menino corpulento; b) homem ou meninão desajeitados, sem iniciativa, sem ação... E, nesse sentido, essa palavra é um tanto depreciativa.

Marmelada - s. F. É um doce popular, ao qual se atribui a adição de matérias não originais como jerimum, tomate... Durante a sua fabricação para aumentar o volume. Provavelmente, a partir dessa suposição, o termo passou a significar conchavo, arranjo inescrupuloso, proteção escandalosa a uma parte em uma questão, em detrimento da outra. Isso pode acontecer no futebol. Em abril último, foi aberto inquérito na Paraíba para examinar denúncia, segundo a qual, desde 2015 há "marmelada" no Campeonato Estadual de Futebol daquele estado. Além de ser marmelada, isso é também uma verdadeira marmota.

Marmeleiro - s. M. Árvore típica do sertão, da família das euforbiáceas. Tem casca escura, à qual se atribui poder de curar contusões. O marmeleiro é usado, sobretudo, como vara para cercas. Além disso, em algumas regiões, ele era usado na fabricação de palitos. Nos arredores de Crateús, onde me criei, várias famílias viviam da renda de fabricar manualmente palitos de marmeleiro, pelo menos até o final da década de 1970. Minha mãe era consumidora desses famosos "Palitos das Periquitinhas" e, inclusive, levava-os para o exterior: Alemanha, Bélgica, EUA, Inglaterra, México...

Marmota - s. F. Mamífero roedor das montanhas europeias, que vive entre 1,5 mil a 3 mil metros e tem aspecto um tanto estranho. Diz-se do indivíduo ou coisa de aspecto esquisito, extravagante. No sertão chama-se também marmota o boneco espantalho, que os agricultores põem nas roças, sobretudo de arroz, para afugentar os passarinhos que invadem a plantação. O nosso Leonardo Mota registra a palavra em "Violeiros do Norte". O termo também é usado no sentido de coisa malfeita, como: impostos injustos, desvios de dinheiro público etc.

Maromba - s. F. Entre a rapaziada esportiva e dedicada à cultura física, esse é o nome impropriamente aplicado ao haltere. Segundo Florival Serraine também chama-se maromba um lote de gado, em geral, que se transporta ou se transfere de um lugar para outro, como do Ceará para o Piauí, em tempo de seca no Ceará.

Marrã - s. F. Nome que o sertanejo dá à ovelha já capaz de ter a primeira cria. Ele diz marrã de ovelha, o que é, em si, um pleonasmo, já que marrã é somente de ovelha. Em tom burlesco e jocoso o termo é usado para referir-se a uma mocinha.

Marreteiro - s. M. Vocábulo do meio rural e urbano, de pequenas cidades, aplicado ao sujeito que tem por hábito enganar os incautos e crédulos com venda de objetos de contrafação impingindo-os como autênticos e ainda com preço acrescido. Por extensão é o indivíduo trapaceiro e chantagista. Cognato: Marretar = lesar o próximo financeiramente, vender gato por lebre.

Últimos Artigos

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.