COLUNA

Frei Hermínio Bezerra: O sentido das palavras

frei-herminio

Frei Hermínio Bezerra

caderno3@diariodonordeste.com.br

00:00 · 13.11.2017

Na coluna de hoje destaco: garrote, com seus dois sentidos; gasguito; gasimira; gastura; gato, com vários sentidos; gavião; gazear; gazo; gemada; gente e geritiba.

Garrote - s. M. Denominação que se dá ao filhote de vaca a partir do segundo ano. Se não é tão desenvolvido é um garrotinho, se é grande e famoso é um garrotão. Em Portugal eles chamam "garraio", termo não usado no Brasil. Igualmente chama-se garrote, uma tira de pano com a qual se interrompe momentaneamente, a circulação de sangue num braço ou numa perna, quando há um acidente, para evitar perda de sangue, até se conseguir sanar o problema

Gasguito - s. M. Diz-se de quem tem o timbre de voz estridente ou em falsete e é muito tagarela, cansando quem ouve e causando irritação em alguns. Um fato hilário: Nos idos de 1950, um frade irmão leigo, muito bravo e trabalhador, era gasguito e falava fino. Uma noite ele ouviu um barulho na dispensa e percebeu ser um ladrão. Pegou uma corda e foi devagar e agarrou o ladrão, comprimindo os braços dele contra as costelas e perguntou: "O que é que você faz aqui?" O ladrão, após estrebuchar inutilmente, diz: Dona Maria, me solte! Ele irritou-se: "Dona Maria o que, seu malandro, você está seguro é por um sertanejo criado com leite, coalhada e queijo! Ele amarrou o ladrão e chamou a polícia.

Gasimira - s. F. Corruptela de "casemira". Segundo a REA = Real Academia Espanhola, essa palavra vem de "Cachemira", uma região do Industão - entre a Índia e o Paquistão - de onde procede este tecido finíssimo confeccionado em algodão, em lã e em seda, muito apreciado por mulheres e homens que gostam de vestir-se com elegância.

Gastura - s. F. Mal-estar, náusea, enjoo causado por azia, no mais das vezes, mas pode ser por nervosismo. Mas este não é o único motivo da gastura, pois esta pode ser causada por um tipo de ruído, pela visão de uma cena macabra ou até ouvindo a voz de uma pessoa que lhe irrita por um motivo qualquer. Além de causa física, pode haver uma causa emocional em alguns casos.

Gato - s. M. Um tipo de felino doméstico, embora não exclusivamente, pois se chama um gato de onça; um gato do mato, um gato maracajá. O termo tem outros sentidos: a) um homem muito ligeiro e ágil; b) uma ligação "arranjada" para capturar energia ou água de modo clandestino. Na linguagem popular: gato = rapaz bonito, elegante e bem vestido; gata = moça bela e vestida com esmero e elegância.

Gavião - s. M. Ave de rapina, de cor cinza azulada. É a menor das aves de rapina e tem hábitos diurnos. No sertão, junto com o carcará, eles são os maiores inimigos dos borregos e cabritos recém-nascidos. Na linguagem popular gavião é o rapaz sedutor ou metido a ser conquistador de mulheres. Às vezes, também tem o sentido de finório e esperto nos negócios.

Gazear - vb. Este verbo designa o ato de faltar às aulas ou ao serviço, por pura preguiça ou irresponsabilidade, ou por causa das duas. O pesquisador José Inácio registra variações dessa palavra: gazerar e gazetar (Vocabulário de Termos Populares do Ceará, Ed. Livro Técnico, 2001, pág. 175). Eu nunca ouvi essas variações e Tomé Cabral bem como Florival Serraine, não registram esses termos. Eles podem ser restritos a certa região do estado. Curiosidade: Frei Domingos Vieira (1872) traz a palavra "gazeio" como substantivo, com o significado de "faltar às aulas". Tanto no Brasil como em Portugal diz-se "gazeteiro" de quem habitualmente falta às aulas.

Gazo - adj. Corruptela de gazeo = azul claro. No sertão diz-se gazo, da pessoa que tem anomalia na pele, na íris, nos pelos. São os que sofrem de albinismo. Popularmente são chamados de "sarará", olho de fogo. O albinismo ocorre também em animais como o gato, o cavalo e outros. Atenção pelo Acordo Ortográfico expressões com um elemento de ligação, não têm mais hífen (Base XV, 6). Exceção: animais e plantas, por isso, tem hífen o peixe chamado "olho-de-fogo" (Base XV, 3b). Exceção tão inútil, quão injustificável.

Gemada - s. F. É uma tradicional bebida popular no meio rural e mesmo urbano, feita de ovos batidos e, se quiser, pode adicionar canela. A gemada é considerada excelente restauradora da fraqueza e ajuda muito na cura da gripe e da bronquite.

Gente - s. F. Do latim, gens, gentis = família, gente, povo. Os Romanos diziam: Gens Flaminia = família Flamínia. É um termo frequente para exprimir a pessoas humana, tanto quem fala como a quem se dirige. Quando se diz: "A gente nunca sabe o dia de amanhã", está incluído quem fala. Isso faz com que muitos percam a noção de coletivo, portanto singular, e façam a concordância com o plural, dizendo, por exemplo: a gente concordamos, em vez de concorda.

Geribita - s. F. Este é dos numerosos epônimos da malvada cachaça. Na origem deste gergo, parece estar o verbo girar, que faz tombar. Entre as centenas e centenas de denominações da cachaça temos: birinaite, cana, calibrina, cangibrina, filha do Senhor de Engenho, girgolina, mamãe-sacode, mandureba, siúba, terebentina, tiquira, tiúba, tome-juízo, zuninga... Muitas vezes este nome é pronunciado com "i" = giribita.

Últimos Artigos

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.