Estrelas do dia

Estrelas do dia

ler@diariodonordeste.com.br

00:00 · 02.11.2014

João Cabral: Uma Faca só Lâmina
Antonio Carlos Secchin
COSACNAIFY
2014, 480 Páginas
R$ 59,70

Trata-se de um ensaio primoroso e, com certeza, o mais profundo já escrito sobre a obra de João Cabral de Melo Neto. Defende a tese que toda a poesia do autor foi realizada sob o prisma do nada, ou seja, há, no poeta pernambucano, uma desconfiança ante o signo linguístico, “sempre visto como portador de um transbordamento de significado. Retirar do signo esse excesso é praticar o que denominamos ‘a poesia do menos” – afirma o autor na introdução desse estudo. Ilumina, com sua leitura, o obscuro ou hermético no autor.

Nos Idos  de Março
Luiz Ruffato (Org.)
GERAÇÃO
2014, 286 Páginas
R$ 24,90

Sobreviver à ditadura brasileira, instaurada com o golpe de 64 e consumada no fechamento geral pelo AI-5 em 1968, não foi uma tarefa muito simples. Para os escritores, tratava-se de fazer denúncias do regime de exceção sem muitas vezes poderem ser claros para que a censura não barrasse seus livros. Assim, contos e romances tinham que passar por um autêntico “corredor polonês” e saírem cifrados, alegóricos, metafóricos para poderem chegar ao outro lado e serem consumidos pelo público. Ou tinham um realismo melancólico em que o exílio na própria pátria, a tortura e as desilusões se perpetuavam.

Centelha
Amy Ryan
GERAÇÃO
2014, 376 Páginas
R$ 34,90

Num futuro distante, quando o nosso planeta se tornou inabitável, duas naves-mãe partiram rumo às estrelas com a missão de povoar um novo planeta, a Nova Terra. Mas o que seria uma viagem de cooperação entre as gigantescas New Horizon e Empyrean deu lugar a uma sangrenta guerra espacial, que começou com uma acusação de alta traição e seguiu com um massacre da tripulação adulta do Empyrean, sob as ordens da diabólica capitã da New Horizon. Os adultos que sobreviveram ao ataque forma sequestrados e levados como reféns a bordo da nave inimiga. Há ainda um passageiro clandestino que, por onde passa, deixa rastros de sangue.

Salvando a Itália
Robert M. Edsel
ROCCO
2014, 430Páginas
R$ 37,53

Quando os exércitos de Hitler ocuparam a Itália em 1943, eles também assumiram o controle dos maiores tesouros culturais da humanidade. Como tinham feito por toda a Europa, os nazistas agora podiam saquear as obras-primas do Renascimento, os tesouros do Vaticano e as antiguidades do Império romano. Este livro é um relato de um esforço para salvar a vasta coleção de monumentos e obras de arte de valor inestimável. Uma história inesquecível de sangue épico e intriga política; um testamento do heroísmo em benefício da cultura e da História. É uma trama bem urdida e uma reconstrução temporal primorosa. Uma leitura de fôlego.

Cumbe
Marcelo d’Salete
VENETA
2014, 176 Páginas
R$ 29,90

É uma obra para ampliar possibilidades de leitura e visões sobre o passado. Suas histórias sobre resistência negra e africana contra a escravidão lançam uma outra perspectiva a respeito desse grupo. A resistência de muitos escravizados contra o sistema de trabalhos forçados acontecia de modo direto, com a ação dos mocambos, e indireto, como as pequenas ações de rebeldia do cotidiano nas vilas e fazendas, demonstrando as tensões intrínsecas de uma sociedade pautada para a violência. As histórias de cumbe, algumas inspiradas em documentos históricos, são possibilidades de aproximar-se desse universo.

Últimos Artigos

Comentários


Li e aceito os termos de regulamento para moderação de comentários do site.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.