coluna

Contraplano por Diego Benevides: Projetos confirmados

Contraplano

diego.benevides@diariodonordeste.com.br • Coluna focada no melhor do cinema brasileiro e mundial

00:00 · 31.12.2016
Wolney Oliveira, diretor do Festival Cine Ceará, que em 2017 homenageará o cinema chileno

Foi divulgado o resultado da seleção dos projetos culturais a serem apoiados pela Caixa Econômica Federal em 2017 em diversas linguagens artísticas. No Ceará, os eventos acontecem durante todo o ano e ocupam diferentes espaços da Caixa Cultural Fortaleza.

Entre as ações voltadas para o audiovisual estão a Mostra David Bowie: O Homem que Caiu na Terra, prevista para acontecer entre janeiro e fevereiro, e o Cine Nordeste, marcado para abril. Eventos tradicionais do calendário cultural local também foram contemplados, como a IX Mostra Outros Cinemas, marcada para maio; a VI Mostra Internacional Audiovisual Curta o Gênero, em junho; o 16º NOIA - Festival do Audiovisual Universitário, em outubro, e a itinerância do Circuito Anima Mundi 2017, em dezembro, reunindo filmes de animação. A 27º edição do Cine Ceará - Festival Ibero-americano de Cinema, realizada pela equipe do cineasta Wolney Oliveira, também foi contemplada com uma mostra especial de cinema chileno. O Cine Ceará segue com as edições temáticas após homenagear o México em 2016. O festival também ganhará nova data e agora será realizado na primeira quinzena de agosto.

LEIA MAIS

.Um certo medo de seguir o coração 

.A experiência de resistir ao tempo 

Bilheteria

Com apenas uma semana em cartaz, a comédia nacional "Minha Mãe é uma Peça 2" bateu a venda de 2 milhões de ingressos. O primeiro filme, lançado em 2013, demorou três semanas para alcançar esse número. A comédia estrelada pelo humorista Paulo Gustavo está em cartaz em 1.125 salas de cinema, o que deve aumentar ainda mais a arrecadação. O filme entra para o ranking das cinco melhores bilheterias nacionais de 2016, perdendo apenas para "Os Dez Mandamentos - O Filme" (com 11,2 milhões de ingressos e a polêmica das entradas vendidas, mas ausência do respectivo público nas salas de cinema), "Até que a Sorte nos Separe 3" (com um total de 3,3 milhões ingressos) e o infantil "Carrossel - O Sumiço de Maria Joaquina" (com 2,5 milhões).

Ranking

2016 foi mais um ano com blockbusters que dominaram o mercado norte-americano. A tendência não é nova e se renova a cada temporada. Os filmes de super-heróis continuam com bilheterias estrondosas. A melhor abertura de 2016 ficou com "Capitão América: Guerra Civil", com US$179 milhões, seguido por "Batman vs Superman: A Origem da Justiça", com US$166 milhões, e "Rogue One - Uma História Star Wars", com US$155 milhões.

Sucesso

O Cinema do Dragão-Fundação Joaquim Nabuco fechou o ano com a exibição de 144 filmes. Com o compromisso de expandir o circuito alternativo e oferecer filmes que nem sempre têm oportunidade nas salas comerciais, o Dragão também valoriza a produção nacional. Foram 59 longas brasileiros. Segundo o programador Pedro Azevedo, o ano encerra com 35 mil pagantes, mostrando que há espaço (e interesse) para cinema de qualidade.

Docinho da América

Image-2-Artigo-2181399-1

Estreia Vencedor do Prêmio do Júri do Festival de Cannes 2016, o drama "Docinho da América" é mais uma conquista da Netflix, que reforça a iniciativa de oferecer produtos audiovisuais exclusivos para os seus assinantes. A obra, dirigida pela ótima cineasta inglesa Andrea Arnold, de "Marcas da Vida" (2006), entrou diretamente no catálogo de dezembro do serviço online. Com Shia LeBeouf e Sasha Lane no elenco, o drama retrata a turbulenta vida de uma adolescente que decide largar tudo e viajar pelo oeste americano. Originalmente intitulado "American Honey", o filme é um dos favoritos para conquistar o prêmio principal do Independent Spirit Awards 2017, onde concorre em seis categorias.

Últimos Artigos

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.