Matéria-1253779

Arte Cearense

ler@diariodonordeste.com.br

00:18 · 13.04.2013
Pintura de Aldemir Martins

Sem título

Nascido na região do Vale do Cariri, Estado do Ceará, Aldemir Martins é uma das maiores expressões das artes plásticas moderna em nosso país. Teve como grande fonte de inspiração o universo de sua terra, a que deu um tom de universalismo. Seus galos e seus gatos estão em nosso imaginário

Poemas de Artur Eduardo Benevides

Innamorato

I - O som de tua voz
é um ramo a nascer
da árvore da vida.
Com medo de perder-te,
sempre que chegas sinto
o travo da partida.
E quero ficar à tua margem
- Ó rosa e Mar! -
e ver tua leveza de pássaro
a voar.

II - Estar sem ti
é estar em silêncio de montanha
sem existir montanha.
É ficar em desterro,
ou regressar, calado, de um enterro
e tomar lentamente um copo de vinho,
sozinho.

III - Estar contigo
é sempre amanhecer.
É sentir que o sol de repente
toca em mim com a doçura
do que se põe no azul a florescer.

IV - Ai, tecelã da eterna poesia,
um pouco mais de ti em mim
e eu voaria!
Nem me dês teus frutos.
Basta que sorrias.
Não mereço mais.

Esperança

O mar está uivando.
Os cães, na noite, estão uivando.
Os ventos, fortes, uivam, despertando
Os que se esconderam
do tresloucante uivar.
(Ai, quando, em voz suave a calma,
virás, ao céu das tardes, conversar?)

Num sonho

Em minhas mãos tomo teu rosto agora
E não sei se esse gesto vai ferir-me.
Não sei se fico aqui, pensando em ir-me,
Ou se a teus pés sucumba sem demora.
Tenho medo de amar! Vou demitir-me
Desse ofício de sonhos. Vou-me embora.
Mas, o Amor me chama e nele ancora
O meu jeito de ser e de exprimir-me.
Tomo teu rosto, então, por um minuto.
Um grande amor, do eterno claro fruto,
Envolve-me de todo e com loucura.
Entregue fico então ao meu desejo
E ficas em meus braços e te beijo
E morres de prazer e de ventura.

Últimos Artigos

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.