Ensaio

A metalinguagem e a intertextualidade

00:00 · 15.06.2014

Huma Rojo é um personagem que faz referencia ao filme A Malvada. Em ambos os filmes podemos ver mulheres que são atrizes e que falam de si sem nenhum pudor em seus camarins no teatro. A personagem também representa a 'estrela' do filme, com a vida diferente dos outros personagens, com liberdade para escolha de seu próprio caminho mas ser uma figura que está em destaque é motivo de solidão e sofrimento; é uma personagem sem comportamentos maternais.

Já em Irmã Rosa podemos observar toda a sua compaixão, insensatez e maternidade ao vermos no filme a personagem cuidando dos outros, se envolvendo e engravidando de Estebán, assim como Manuela, e mesmo doente manter a gravidez, demonstrando força. O camarim do teatro torna-se no filme um espécie de confessionário do universo feminino, é lá onde as personagens exprimem todas as suas verdades e se unem no sofrimento umas das outras.

Singularidades

É possível observar que nos dois filmes os homens somente causam dor às mulheres com a morte do filho de Manuela, Estebán; como o marido de Manuela, que decide se tornar Lola mas é machista; como o pai de Irmã Rosa que com sua doença dificulta a vida da esposa e faz a filha sofrer; como a morte de Irmã Rosa causada pela AIDS transmitida por Lola/Estebán e pelo parto do filho; como Benigno que viola o corpo de Alicia durante seu estado de coma, embora este a devolva à vida.

No filme "Má Educação", temos um roteiro dominado por homens, mas homens homossexuais, em que a figura da mulher fatal é desconstruída pelo fato de ser representada por um travesti. A figura mais importante é Angel, um ator que usa de sua sensualidade, característica feminina, para conseguir o que quer, representar Zahara, um travesti, tanto o ator como o personagem tem as mesmas características, são ambíguos e sórdidos, claras referências a mulher fatal do cinema noir. Todos os outros personagens masculinos estão ali para atender aos desejos de Angel/Zahara, principalmente em relação à sua busca por ascensão como ator.

A outra face

Outro personagem com características femininas é Ignacio, que desde criança é extremamente sensível, canta e escreve, se torna travesti quando adulto. É ele o autor do roteiro que é gravado dentro do filme, rejeita seu corpo e é bastante passional. Em "Abraços Partidos", também vemos um roteiro dominado por homens. Ao contrário de outros filmes de Almodovár, neste a figura central é masculina e a mulher é principalmente retratada como um objeto de desejo masculino, mas também é a mulher que leva o homem a cometer loucuras e esconde dele um filho.

Lena representa o objeto de desejo dos homens no filme e além da sensualidade utilizada para atingir seus objetivos, não tem grandes características. Não é um personagem com profundidade, está ali para desestabilizar os homens, destruir uma carreira cinematográfica e ser a amante. Harry Caine, clara referência a Michael Caine, apesar de ser um homem, é passional ao ponto de fugir com a mulher amada. É um personagem tão sensível que, após perder a visão, se isola do mundo e muda de nome, sofre o resto de sua vida pela perda da mulher amada. Esse personagem dá mais ênfase à trama melodramática com tamanho sofrimento.

Corpos e papéis

Em "Fale Com Ela", há um jogo que mistura as típicas características femininas e masculinas entre os personagens; já em Tudo Sobre Minha Mãe, vemos o masculino causar sofrimento ao feminino com clareza, mas também vemos o triunfo da figura feminina perante tanta dor. Já em "Má Educação" e em "Abraços Partidos", apesar da predominância da figura masculina, as personagens femininas, com sua sensualidade, desestruturam os homens para atingirem seus objetivos. No primeiro, apesar da hegemonia da voz masculina, a história é contada de uma perspectiva sensível, bem mais feminina do que masculina. Já no segundo, está bem clara a dominância de personagens femininas, incluindo as travestis. Há, nos dois filmes, personagens sensíveis independentemente do sexo e também a presença de personagens homossexuais.

Considerações finais

Em Fale com Ela e Tudo Sobre Minha Mãe, podemos perceber personagens maternais e de personalidade fortes, com trilhas sonoras que os descrevem e os caracterizam. É possível inclusive comparar os personagens de Benigno e Manuela, não só por possuírem a mesma profissão, de enfermeiros, mas também por possuírem um comportamento maternal de cuidado com o outro independente de haver alguma consequência e sem a espera de que haja algo em retorno.

A partir da análise destes e de outros filmes de Pedro Almodovár e também da leitura de diversos textos é possível concluir que a estética nos filmes do diretor é formada, predominantemente, por personagens femininos ou ainda por personagens masculinos com características femininas. São histórias e personagens complexos que marcam sua narrativa, bem como a ótica católica da culpa e da punição pelo pecado cometido, também temos personagens em constante conflito, temáticas que são consideradas tabus perante a sociedade e várias referências ao cinema clássico, principalmente ao cinema de gênero hollywoodiano.

SAIBA MAIS

BARTHES, Roland. Análise estrutural da narrativa. Petrópolis: Vozes, 1976

HARVEY, David. Condição pós-moderna. São Paulo: Loyola, 1992

MESQUITA, Samira Nahid de. O enredo. São Paulo: Ática, 2006

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.