Articulação

A censura em debate

00:00 · 12.10.2017

Organizado e mediado pelo presidente da Associação dos Produtores de Teatro do Rio de Janeiro (APTR), Eduardo Barata, o debate "Liberdade de expressão" reuniu na manhã da terça (10), no Teatro Net Rio, representantes de diferentes áreas da cultura e da sociedade civil para debater os recentes eventos envolvendo arte e censura.

O pintor Vik Muniz, o ator Michel Melamed, a historiadora Isabel Lustosa, a juíza e escritora Andrea Pachá, a filósofa Viviane Mosé, a curadora Daniela Name, o babalaô e historiador Ivanir dos Santos e a jornalista e atriz Bianca Ramoneda abordaram formas de enfrentar os ataques sofridos nas redes sociais e até fisicamente, em ações propositivas para envolver a população. "Nas discussões da semana passada, questionei a necessidade de montar a 'Queermuseu' aqui. Sou contra refazer uma exposição que virou alvo fácil destes grupos, eles já sabem como chamar todo mundo para atacar as obras", observou Vik Muniz, citando a mostra cancelada no Santander Cultural, em Porto Alegre, e proibida no Rio pelo prefeito Marcelo Crivella.

"Seria mais produtivo criar uma nova exposição, um debate, um concerto sobre o que está acontecendo. Estaremos um passo à frente". Melamed também defendeu eventos que possibilitem a comunicação com "pessoas que não têm acesso a teatros, performances, museus, e que são manipuladas": "Queria que este movimento gerasse uma exposição ou show com a censura na arte como tema, para mostrarmos como esse discurso se repete na História".

Nova reunião acontecerá na semana que vem, com dia, local e convidados a serem definidos. Hoje (12) será realizado, na Praça Mauá, o ato "A arte é o exercício experimental da liberdade".

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.